[programação]

Programação gratuita, sujeita a alteração.

Dia 19 março, sábado

Local: Biblioteca Alceu Amoroso Lima
Rua Henrique Schaumann, 777, Pinheiros, São Paulo (SP)

 

10h: Oficina Lendo Mulheres: a potência da poesia feminina
Mediadora: Jeanne Callegari

Hilda Machado, Mairéad Byrne, Elizabeth Veiga, Orides Fontela, Warsan Shire, Marly de Oliveira, Miriam Alves, Louise Labé, Elsa Von-Freytag Loringhoven, Anna Akhmátova, Aphra Behn, Edna St Vincent Millay… Você conhece a obra dessa mulheres? Sabia que escreveram poemas de extraordinário engenho e força, em diversas épocas e línguas? Se a poesia em si já é algo de nicho, a poesia escrita por mulheres permanece ainda mais na obscuridade, como, de resto, acontece com a produção feminina em quase qualquer área. Nessa oficina, vamos passear um pouco por alguns dos melhores poemas escritos por mulheres – que acontecem de ser também alguns dos melhores poemas já escritos, ponto –, explorar a musicalidade, imagens e inteligência dos textos, e descobrir que, se o cânone ignora esses escritos, pior para o cânone: há joias maravilhosas a descobrir, e o prazer da leitura é imenso.

*** 30 vagas, para as primeiras pessoas que chegarem.


14h: Abertura

15h: Clube de Leitura
Mediadoras: Lubi Prates e Pilar Bu
Livro: Do desejo, Hilda Hilst 

*** 30 vagas, para as primeiras pessoas que chegarem.


16h: Tradução
Mediadora: Francesca Cricelli
Convidadas: Ana Lima Cecilio, Sarah Valle e Maurício Santana Dias.

Nessa mesa a tradução será abordada em diversos pontos de vista, a conversa será travada entre uma editora, um professor e tradutor experiente e uma jovem poeta, tradutora e pesquisadora. Partindo da experiência já vivida por cada um em termos de tradução, edição e estudos nossa conversa também apontará para o futuro, sobre novos projetos editorias que contemplem autoras ainda não publicadas assim como a atuação de tradutoras no mercado.


18h: Sarau Microfone aberto


Dia 20 de março, domingo

Local: Biblioteca Alceu Amoroso Lima
Rua Henrique Schaumann, 777, Pinheiros, São Paulo (SP)


10h: Oficina de fanzine: as línguas e os idiomas das mulheres
Oficina para mulheres conhecerem o que é fanzine e sua linguagem, aprender a publicar seus escritos com autonomia. Espaço de diálogo e troca de escritos, referências visuais e técnicas de publicação. O objetivo é reconhecer as diferentes vozes das mulheres e encontrar meios de falar com o mundo, publicar textos, etc.
Mediadora: Julia Francisca, autora da zine [nectarina]

Oficina destinada exclusivamente às mulheres.
*** 30 vagas, para as primeiras que chegarem.


14h: Poesia é resistência?
Mediadora: Juliana Bernardo
Convidadas: Geruza Zelnys, Jarid Arraes, Jenyffer Nascimento e Tula Pilar

Essa mesa pretende discutir o lugar da poesia dentro da literatura e as formas de resistência utilizadas pelas poetas contemporâneas, como mulheres e como escritoras; como se fortalecem e criam espaços, levando em consideração também a escrita poética e outros fatores sobre resistir.


16h: Mulheres e invenção: mulheres que abrem caminhos
Mediadora: Maíra Mendes Galvão
Convidadas: Fabiana Faleiros, Luísa Nóbrega, Dirceu Villa e Julia Mendes.

As mulheres raramente recebem o epíteto de “grandes” ou “geniais”, e dificilmente estão associadas a inovações e subversões formais, de estrutura, de poéticas. De modo geral, os próprios critérios para se definir o que é invenção são masculinos e ligados ao cânone. Essa mesa pretende trazer poetas com estéticas inovadoras para discutir e lembrar invenções feitas por mulheres ao longo da história, e também questionar: o que é invenção? O que é inovação? Como ter critérios que façam jus a formas literárias que nem aparecem no cânone?
18h: Microfone aberto

19h: Encerramento: abraço geral